As palavras do Ciro Gomes

No meio do marasmo da política brasileira que se resume as picuinhas adolescentes entre bolsonaristas e lulistas, Ciro Gomes apontou dois fatos sobre os governos do PT, entre Lula e Dilma. A corrupção do primeiro e a incompetência do segundo.

Falou aquilo que já era o óbvio e o conhecido por todos. Isso fez as redes sociais estorarem, especialmente com os petistas furiosos.

Em 2018, Ciro Gomes falou do voto crítico no PT, com Fernando Haddad como candidato à Presidência e desde de então tenta se distanciar. Depois das boas canetadas do STF para liberar Lula de suas pendências com a Justiça, o PT tenta manter a sua hegemonia na esquerda brasileira.

No passado, com dinheiro em caixa, era mais fácil. Também alia-se ao Mensalão e Petrolão, notórios casos de corrupção da história política brasileira e uma veia ideológica ditadorial cubana, agressiva que gerou em parte do eleitorado brasileiro um tremendo mal-estar. Campo perfeito para criação de um Bolsonaro.

Quem trabalha com redes sociais, já conhece o nome Bolsonaro desde de 2015. Não é caso isolado. O pessoal da extrema-direita já vem navegando de braçada nas redes sociais. Sem espaço na mídia comercial, especialmente a brasileira que é conduzida por petistas, o discurso da extrema-direita seduziu milhares de pessoas descontentas com o sistema político brasileiro.

Para ganhar a eleição em 2018, Bolsonaro navegou na onda lavajatista do Sérgio Moro. Uma vez eleito, se desfez do ex-Juiz como carta já usada no jogo. O resto da história vocês já conhecem.

Como volto nesse ponto? Por uma razão simples: se Ciro Gomes tivesse se desvencilhado do PT antes, quem sabe Bolsonaro não criaria asas e a extrema-direita não teria sido fomentada.

Agora, o que vemos é a polarização entre Lula e Bolsonaro como principais candidatos para as eleições de 2022. Para o lado da centro-direita, Sérgio Moro e Luis Henrique Mandetta já se desvencilharam do Bolsonaro, o que é muito bom. Para a esquerda, a separação de Ciro Gomes também é muito bem-vinda. Mesmo que petistas e bolsonaristas esbravejem e soltem suas farpas para todos, o objeitvo é colocá-los de lado de fora no discurso polítco e posicioná-los no lugar que é o ideal para eles: a insignicância da história.

O lance é que se Ciro Gomes tivesse se desvencilhado do PT há mais tempo, quem sabe Bolsonaro nem estivesse na Presidência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.