A Guerra na Ucrânia e os ideologistas

Hoje pela manhã, como eu sempre faço, eu leio os emails. E chegou um de uma acadêmica européia que respeito muito. O primeiro deles, ela afirmava que se precisava se retirar a censura em cima das mídias russas na Europa, como RT – Russia Today e Sputnik. Ela acredita que a liberdade de expressão deve ser “plena”.

Eu também não gosto de censuras. Mas, desde que digitalizei o DricaRibas, eu percebi o potencial perigoso das redes sociais na propagação de “fake news”. E isso tem sido amplamente utilizado por governos, especialmente pelos menos democráticos, e oportunistas para manipular a opinião pública.

Aqui na Europa houve um questionamento muito grande em cima do Facebook por conta da eleição de Donald Trump, em 2016. Trump foi parcialmente favorecido por fake news espalhadas por essa rede social.

No caso específico do RT, especialmente em alemão, esse vinha espalhando “fake news” sobre a Pandemia da Covid19. Foi banido do país. Logo como represália, a Deutsche Welle foi banida da Rússia.

Quando se fala de redes sociais, eu acredito que se haja um filtro. O lance é que redes sociais fazem parte do seu dinheiro com engajamentos, não importa do que seja. Já os governos, mais ainda os de tendência autoritária, vão querer manipular a seu favor. Precisamos, nós cidadões aprender o funcionamento das redes sociais, para que não cair em armadilhas de espertalhões.

Ucranianos merecem ser “invadidos”

O segundo email me deixou profundamente assustada. Há uma corrente acadêmica que acredita que a Ucrânia merece ser “invadida” pela Rússia por culpa dos Estados Unidos e da OTAN.

Não defendo a política exterior estaduniense e acho que houveram erros grandes, como por exemplo no Afeganistão. Ficaram 20 anos aí, após ao ataque terrorista das World Trade Center, em 11 de setembro de 2011.

Mas, acreditar que os Estados Unidos são responsáveis pela invasão do Ucrânia é de um abuso ideológico, sem precedentes. Até porque os países é que devem se candidatar para o OTAN e não ao contrário.

Putin decidiu invadir a Ucrânia para evitar a expansão da OTAN e da União Européia. O do segundo, em especial. A União Européia teve sua célula criada ainda na década de 60. Atualmente são 27 países. Desses países, os três países do mar Báltico, Letônia, Lituânia e Estônia foram ex-províncias soviéticas.

A Ucrânia é um país livre e democrático e após o desfacelamento da União Soviética, em 1991 . Isso foi decidido através de um referendo quando a maioria de 92% do país decidiu se separar da Rússia.

Vale lembrar que a própria Rússia foi invadida por protestos a tal ponto que o principal opositor russo Alexei Navalny fosse preso. Putin não quer que os “ventos” do ocidente o incomode. Em outras palavras, que os ventos da democracia o atrapalhe. Sobre o assunto, eu escrevi um texto no DricaRibas-Vida Europa. Clique aqui.

Depois de 2014, quando Putin anexou a Criméia, península que se encontra no Mar Negro, nínguem fez nada. Só algumas sanções econômicas e pronto. Ao mesmo tempo, países europeus como Alemanha e Áustria foram se tornando mais dependentes do gás russo.

Uma série de ingredientes fizeram a investida de Putin à Ucrânia como “justificável”. Agora, os governos europeus correm atrás para outras formas de energia para não paralizar os seus países. Por conta do aumento do preço da energia, a inflação sobe e já começa a incomodar a classe média européia. Leia mais aqui.

Também os governos europeus se preparam para receber milhares de refugiados ucranianos. A maioria entra pela Polônia. Há um cálculo de mais 1 milhão de pessoas.

Vejo como preocupante que acadêmicos das Ciências Sociais priorizem suas ideologias aos fatos. Foi justamente por conta de uma ideologia extremista que levou Putin a invadir a Ucrânia. Hora da reflexão.

Ideologistas são aqueles que não conseguem ver os fatos sem ideologia. A realidade não importa .

Adriana Ribasmayer

Autor: Adriana Ribasmayer

Jornalista que adora observar o cotidiano e contar suas histórias. Journalistin mit einem Blick für Alltag Geschichte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: